olmo chinês

 

O Olmo Chinês, também chamado de Ulmus Parviflora é uma das árvores mais populares para o cultivo de bonsai, pois, devido suas folhas serem pequenas e com uma cor verde escura, trazem o melhor estilo de uma mini-árvore. Ele pode ser cultivado em qualquer região do país, pois, se adapta as regiões com clima temperado.

O que torna o cultivo do Ulmus interessante é, ele adora o calor, porém, com moderação, e, além disso, também consegue suportar muito bem a temperaturas com ventos mais gelados. E, é ideal que tenha um período de insolação de no mínimo quatros horas diárias.

Neste artigo, iremos detalhar, os procedimentos adequados para que você possa cultivar o bonsai de Olmo Chinês em sua casa, caso tenha intenção de comprar um, ou, se tiver ganhado, e, vamos mostrar como fazer para manter sua melhor forma para que ele permaneça sempre vivo.

Continue lendo!

 

Posicione seu bonsai de Olmo ao Sol diariamente

 

Como informado acima, o bonsai necessita de pelo menos quatro horas de sol diariamente, porém, é preciso tomar cuidado, pois, ele não deve ficar muito exposto, porque suas folhas podem queimar com o sol muito forte. Então, é preciso colocar em um local mais arejado, e, onde tenha um pouco de sol.

Os melhores períodos para deixá-lo ao sol são, antes das 10:00 da manhã e após as 16:00, pois, esses horários o sol está mais fraco e não transmite tanto perigo ao Ulmus. No inverno, também pode-se deixá-lo do lado de fora, só é preciso tomar cuidado com temperaturas muito baixas.

 

Rega do bonsai Ulmus Parviflora

 

Regar o bonsai é uma atividade frequente que você precisa fazer, pois, assim como nós, ele também precisa de líquido, com isso,  você deve manter sua terra sempre úmida, porém, não encharcada, porque, com água demais, ela poderá morrer.

Para regar o Ulmus, basta colocar água potável em um reservatório, e ir jogando no vaso até que a terra fique úmida e a água saia pelos furos do vaso. No calor, com temperaturas altas, pode se regar mais de uma vez por dia, já no inverno, com temperaturas baixas, pode se regar a cada dois dias, mas claro, sempre verificando como está ficando a umidade de terra.

Uma dica, caso aconteça de regar demais, e ocasionar o surgimento de fungos, aqueles pozinhos brancos nos troncos, retire-os cuidadosamente com uma escova para que você não perca sua árvore.

 

Alimente o Olmo Chinês periodicamente

 

O melhor momento em que se deve fazer a adubação do bonsai é na fase de maior crescimento, onde geralmente ocorrem durante a primavera e verão, porém, é preciso tomar cuidado para não adubar com exagero, para isso, você deve avaliar o tamanho do vaso em que está o bonsai.

Para adubar, você pode usar produtos naturais e orgânicos, como torta de mamona e farinha de osso, mas também, poderá colocar produtos químicos ricos em nitrogênio. A adubação pode ser feita uma vez ao mês na fase de crescimento, mas, é importante sempre avaliar a necessidade, e, pelo menos, uma vez ao ano é interessante alimentar com micro nutrientes, como o cálcio, magnésio e enxofre.

 

Realize a poda do bonsai

 

Por conta de em alguns períodos o Ulmus ter uma brotação intensa, é necessário efetuar sua poda para a árvore ficar em seu melhor formato. Para que o bonsai desenvolva seus galhos, você deverá podar regularmente. Já para podas mais rigorosas é preciso esperar até o final do inverno para fazer.

Com uma tesoura bem afiada, você consegue efetuar a poda do Ulmus e retirar os galhos indesejados dos troncos ou das copas. Após os brotos crescerem mais, você poderá retirar algumas folhas, porém, é preciso avaliar se o bonsai está saudável para efetuar a desfolhagem, e, também se atentar a época, pois, é ideal que seja feito uma vez por ano no verão para renovar as folhas.

 

Transplante o Olmo Chinês esporadicamente

 

Com o passar do tempo, é natural ter que transplantar o bonsai para um outro vaso, pois, chegado um determinado momento, a árvore não tem para onde crescer suas raízes por conta do tamanho do vaso ser pequeno, e, nesse caso, é preciso colocá-lo em um vaso maior.

Porém, antes de efetuar o transplante, pode se cortar as raízes esporadicamente, e, trocar a terra. Somente depois, em geral, a cada 2 ou 3 anos, deve-se trocar o vaso do Olmo Chinês para que ele possa crescer naturalmente.

A terra colocada, é essencial ser uma mistura de areia peneirada, condicionador de solo industrial e argila refratária de boa qualidade. E quando for trocar a terra, pode-se cortar 50% das raízes, mas, nunca deve lavar as mesmas.

 

Faça a aramagem para corrigir os galhos

 

A aramagem é necessária quando queremos acertar a inclinação dos ramos ou para corrigir o crescimento de algum galho do bonsai. O Olmo Chinês, facilmente é modelado pela poda, porém, se achar necessário, poderá fazer a aramagem, mas, o ideal é que seja feita no final do inverno.

Em relação ao tempo, pode-se deixar os arames aproximadamente por cinco meses para efetuar as correções, mas, se caso o arame estiver penetrando a casca, é preciso tirá-lo imediatamente.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Bonsai de Olmo Chinês – Ulmus Parviflora

 

Bom, para finalizar, indicamos sempre verificar se existem fungos, ou, se alguns insetos estão interferindo no crescimento do seu bonsai, caso isso ocorra, trate com escovas, ou algum fungicida, mas retire imediatamente.

Gostou do artigo? Então compartilhe nas redes sociais e se ficou alguma dúvida, faça um comentário, faremos de tudo para te ajudar.

Bonsai de Olmo Chinês (Ulmus parviflora)

2 ideias sobre “Bonsai de Olmo Chinês (Ulmus parviflora)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *